03 novembro 2016

Saber lidar com o stress

Foto via tumblr
Sou stressada de natureza e grande parte das coisas no meu dia-a-dia causam-me stress, mesmo que minimamente. Se mexem nas minhas coisas, eu fico super chateada. Se começam a pressionar-me muito para fazer alguma coisa, dando ordens atrás de ordens, eu começo a passar-me e às tantas já não consigo sequer fazer o que estava a fazer ou ter capacidade de resposta (que é o caso quando a minha mãe chega a casa e começa a disparar em todas as direcções). Mas isto é algo que consigo lidar durante o meu dia-a-dia, tentando tomar as melhores decisões possíveis.


Vejo por aí, dicas e mais dicas de como lidar com o stress. Se não sabem o que é, se generalizam o stress no seu todo, nem vale a pena falarem de dicas. Beber um cházinho, evitar discussões, tentar sempre cumprir horários. Por favor... beber um chá acalma quem? E quando as discussões vão ter com vocês e vocês nem fizeram nada para as atrair? E quem é que não cumpre horários todos os dias? Lá está.

O stress tem efeitos péssimos no corpo, para não dizer dolorosos. Eu tenho uma doença crónica, que já vos tinha falado no outro blog, e quando estou mais stressada, quando noto que estive sob muita pressão, fico com a lingua branca e lá estão elas, prontas para me martirizarem por semanas: aftas, crateras mesmo. Fora isto há outros sintomas que me assolam, como o facto de passar a dormir mal, sonho uma noite inteira com coisas parvas, com trabalho, com montes de coisas que me cansam imenso e acordo pior do que quando me deitei. Também me começa a cair mais cabelo e aparecem algumas borbulhas na cara. Enfim, só coisas bonitas de se falar, claro.

Mas não pensem que eu não tento evitar. Por norma sou uma pessoa super bem-disposta, que não entra em qualquer atrito, que não cria atritos, que não se chateia por tudo e por nada, que tenta ficar longe de tudo o que me possa afectar emocionalmente, mas este fim-de-semana a coisa descambou. Não adianta, estar em casa numa folga é pior do que um dia de trabalho. A minha mãe faz questão de me fazer a cabeça em água, seja pelas tarefas que não estão como ela queria, seja por coisas que ela achava que eu podia fazer e não fiz, embora ela também não tenha tempo para aliviar depois do trabalho e faz questão de trazer os problemas do trabalho para casa e depois descarregar em nós e este fim-de-semana foi péssimo nisso. Depois existe o efeito bola de neve: eu estou bem, ela está mal, deixa os outros mal e depois não gosta de levar respostas tortas. Ontem ainda eu me sentia mal de me ter stressado à toa, sim, porque até na ida ao cinema no sábado eu me irritei com o senhor das pipocas que levou 15 min para me atender (eu tinha 2 pessoas à minha frente e ele era supeeer lento) e quando cheguei ao filme, foi sentar e começar a vê-lo.

Tudo isto para dizer que não é fácil tentar fugir ao stress, quando as pessoas à tua volta estão sob o efeito dele e não sabem canalizá-lo para outras coisas úteis e acabam por descarregar em ti. Eu passo-me quando começam a disparatar feitos idiotas chapados e me fazem entrar num estado em que eu já não consigo pensar bem. Tenho dias no trabalho em que se estou a atender alguém, não me metam mais recados em cima que eu não vou decorar nada, mas isto são dias isolados, graças a Deus. Acho que as pessoas deviam ter sempre um tempo de descompressão depois do trabalho, isso ajudaria imenso a não criar problemas com os outros. E, para quem como eu tenta fugir a isto por motivos de saúde ou wtv, não é fácil, eu sei, mas assim que ficamos melhores, conseguimos lidar mais facilmente com os assuntos e fugir por entre os pingos da chuva.

9 comentários :

  1. Como eu te compreendo! Também sou uma pessoa stressada por natureza, embora agora me consiga controlar mais, mas há dias em que não dá, ou porque tenho demasiadas coisas para fazer ou, como dizes, outras pessoas estão stressadas e acabam por nos pôr também.
    Há muitas dicas na net que nem vale a pena ler, de tão generalizadas que são. Mas há outras que ajudam bastante. Tenho que discordar contigo nesse ponto, por vezes um chá pode mesmo nos pôr mais calmos, evitar discussões também é uma boa dica ( embora às vezes elas são inevitáveis e venham ter connosco) e, sobretudo, cumprir horários é mesmo crucial. Chegarmos atrasados a sítios ou deixar acumular coisas é stress desnecessário que facilmente poderia ser evitado.
    Claro que o stress é uma batalha muito difícil de vencer, sobretudo para quem já tem uma tendência natural para sofrer com este. Contudo, é uma batalha que temos de travar todos os dias, e vamos ganhando terreno através de pequenas ações que podem fazer toda a diferença.
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não digo que beber um chá com calma, não ajude a estabilizar as ideias... mas nem todos temos tempo para um chá na correria dos nossos dias, falo por mim x) e é aí que digo que a dica não é boa, mas fica a ideia, claro.

      Eliminar
  2. Há cerca de duas semanas o stress cá no trabalho e os nervos que não aguentei deixaram-me marcas. Lá veio o herpes. O que ainda enerva mais, diga-se de passagem.
    Compreendo perfeitamente o que dizes.
    Isto porque, eu sou uma pessoa aparentemente calma, mas tenho um sistema nervoso interior a ferver. Ou eu tento e tento acima de tudo assobiar para o ar e passar ao lado ou se me enervo vai tudo à frente. Assim como lidar com pessoas que me estimulam o sistema nervosos da-me urticaria. Vidas..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu ainda não tinha aparecido, mas hoje acordei como se tivesse levado um valente soco de tão inchado que está. Linda figura para ir trabalhar em atendimento ao público, não haja dúvida. Afff

      Eliminar
  3. Eu sofro bastante com ansiedade e stress. Discordo um pouco em relação às dicas, há coisas que ajudam e outras não, depende das pessoas e das circunstâncias. A mim, beber um chá e ler um livro, tomar banho no mar ou, à à falta disso, de água muito quente, ouvir música, conduzir durante um bocado são coisas que me acalmam.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É óbvio que ver o mar e conduzir me ajudam, então mas e se tiver em casa? Ah pois é xD assim é sempre a levar o tempo todo, mesmo quando já estás calminha e na tua.

      Eliminar
  4. Sabes, ainda à pouco tempo tive que lidar com um problema, que me causava bastante stress: a sogra. Já estava pelos cabelos. Não há forma de lidar com esses problemas. Afastar e não dar oportunidade para intromissões nem conversas pessimistas. Estou muito melhor.
    um beijinho grande, e lembras te, nunca é uma chegada é sempre um caminho a percorrer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Felizmente a minha sogra é um amor :D
      Mas a verdade é que percorrendo o caminho, os problemas são muitos.

      Eliminar
  5. Ultimamente também tenho andado muito stressada. E como disseste e bem, é ainda mais difícil quando as pessoas ao nosso lado também andam muito stressadas.

    ResponderEliminar

UP!