Arcos de Valdevez

16 novembro 2016


Toda a vida a minha madrinha me falou sobre Arcos e eu nem imaginava que isto seria ainda mais bonito do que aquilo que ela me contava. Chegámos e nem tínhamos dado bem por isso até a rua de calçada ter aparecido.

Elegemos o Hotel Ribeira por ser aquele que oferecia as melhores condições e por estar mesmo inserido na vila, fazendo com que não precisássemos de usar o carro muitas vezes e olhem só que bonito ele é visto deste lado do rio Vez.


Esta era a vista do quarto: a praia fluvial exclusiva só para os clientes do hotel, as cascatas do rio e toda uma natureza pegada que era um mimo sempre que abria a janela de manhã.

Como já tinha relatado algures, ficámos por cá 4 dias e para nossa tristeza só saímos de Arcos 1 dia por causa dos incêndios. Fartos da vida de praia (sim, nós temos as melhores praias do país ao pé de casa e mal lá vamos, por isso ir a praias fluviais não é bem a nossa onda), fomos passear e conhecer Arcos. Percorremos os passadiços à beira rio, fomos até à verdadeira praia fluvial de Arcos e andámos por ali, à boa vida e bastante despreocupados com o que haveria ou não para fazer.

Praia Fluvial de Arcos de Valdevez

O pôr-do-sol nunca foi o mais bonito por aqueles lados, nem em paisagem, nem em cheiros, mas tentámos fazer o mesmo que os habitantes da vila: observar, preocuparmo-nos, mas não deixarmos de aproveitar o agora.

Fartos de estar sem nada que fazer, além do tão aclamado e já esquecido jogo do Pokémon Go, andei exaustivamente à procura de coisas para vermos e convenci o G. a irmos conhecer o Paço de Giela. Digamos que foi uma visita surpreendente, porque apesar de pequenino, tem um aspecto majestoso e eu nunca entrei num espaço destes que tivesse tanta tecnologia que fosse usada com um propósito simples: contar às pessoas a sua história e mostrar a evolução ao longo dos tempos, isto quanto ao monumento e às peças arqueológicas que foram encontradas na zona. Fiquei mesmo muito contente de ver que a multimédia tem um espaço importante aqui.


O que é que trouxemos connosco para o Alentejo? Apenas memórias e muito boas. Estivemos lá na altura das festas do imigrante, então foi-nos permitido conhecer um pouco mais sobre o Minho, sobre as histórias das pessoas e, meu deus, aquela zona está repleta de franceses e espanhóis nessa altura, foi raro o imigrante ou habitante de Arcos que eu ouvi falar português.

Mas olhem, comemos muito bem! Experimentámos uma posta de Cachena que era um mimo! A sério, eu como carne de vaca sem problemas, mas o meu moço não. Ele gosta de tudo super bem passado, não gosta de vaca... mas comeu e adorou. Estranho, né? Eu bem lhe digo que ele é esquisito. Também provámos secretos de porco preto (seria mesmo porco preto?!) feito à moda do Minho e estava bom demais. Digamos que a experiência gastronómica pelo Minho foi um sucesso, tirando o facto de não haver pão a sério (sim, eu sei, o melhor pão é alentejano, mas... podiam facilitar pelo resto do país).

Quanto a vocês não sei, mas eu quero voltar ao Minho, quero voltar a Arcos, mas quero muito mais conhecer o Gerês a sério, sem a devastação que a mão humana lhe cria.

7 comentários

  1. Por acaso o ano passado conheci uns colegas que eram de lá, num coloquio. Falaram-me tao bem da terra deles que eu fiquei com vontade de tambem conhecer, mas neste ano que passou acabou por nunca conhecer. Beijinho 😊😊

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se tencionavas lá ir no verão, ainda bem que não foste. Eu vim de lá com um desgosto enorme, porque aquilo é tudo lindo, mas eram só incêndios.

      Eliminar
  2. Tenho alguns amigos de Arcos e eles só me dizem maravilhas da cidade! Eu nunca lá fui, mas depois de ver essas fotografias fiquei cheia de vontade de lá ir!

    ResponderEliminar
  3. Nem imaginas as vezes que já tomei bons banhos de rio aí, meu avô tem uma casa nao muito longe daí. Adoro e relembra-me bons momentos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E o rio que é tão fresquinho eheh :D
      Por acaso tive sorte, porque quando ia para a praia era de tarde e a água estava mesmo no ponto.

      Eliminar
  4. Conheço Arcos de passagem, mas gosto da paisagem em si :)

    http://cidadadomundodesconhecido.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Fiquei encantada com estas fotos :o

    ResponderEliminar

© let's do nothing today por Vanessa Moreira.