Sketchbook: Outubro 2016

29 outubro 2016


Voltar ao desenho, depois de ter parado 4 anos, depois de no ano passado naquele estágio horrível me terem rebaixado o desenho ao máximo, decidi que deveria propor um desafio a mim mesma e foi aquilo que fiz este mês. Estava no LIDL, calhou olhar para um caderno roxo, com folhas brancas, a um preço acessível e pensei Porque é que não volto a ter um diário gráfico? Porque é que não volto a desenhar? Não é nada de outro mundo, é aquilo que sou! e trouxe-o para casa.

Peguei nos meus materiais, que tenho imensos, e lá andei a rabiscar. Mas a coisa está mesmo muito má, andei dias e dias desmotivada, sem vontade, sem imaginação, sem tempo e a coisa não fluía de forma nenhuma.


Tentei fazer um auto-retrato e a coisa não ficou como esperava. Tentei voltar a desenhar carros e perdi qualquer tipo de interesse. Tentei desenhar peixes como fazia antigamente, nos anos do Básico, em que tinha E.V.T. e fazia depois esculturas com isto e nada de especial saiu.


Lá a meio de um episódio de Shark Thank lembrei-me de um tutorial interessante que tinha visto dias antes (sim, eu vi tutoriais para me ajudarem a entrar na coisa) e isto até foi giro, porque  já não estava nada habituada a desenhar com lápis de cor, a fazer coisas 3D, a misturar materiais... então a coisa correu bem e lá ganhei um entusiasmo extra.


Depois de cuscar os materiais que a Mafalda, Nuts for Paper, gostava mais de usar, encomendei alguns marcadores e umas canetas para me ir entretendo. Numa hora de almoço, depois de os receber, quis experimentá-los, então criei uma espécie de janelinha só para frutas e lá testei os ditos materiais. Fiquei super entusiasmada! Os marcadores são mesmo um mimo!


Bom, entrando na temática do Halloween, depois de ver muitos artistas, de ver muitas técnicas, lembrei-me da maneira despreocupada como eu desenhava e lá comecei a desenhar uma abóbora, dando-lhe uns toques riscadinhos como eu gosto e saiu qualquer coisa interessante. Aliás, acho o desenho mais bonito visto através da foto - como é possível?


Nisto mantive o registo e lá andei a pintar plantinhas, nada de especial, mas vendo pela foto acho que até me saíram muito bem. A minha mãe voltou a ver-me desenhar e disse logo Que é que andas a fazer?, toda entusiasmada, e eu disse Nada, ando aqui a fazer uns rabiscos, há tanto tempo que não me dedicava a isto. Fiquei chocada por ela ficar contente de me ver desenhar, porque ela até eu ir para a universidade não sabia que eu desenhava mais ou menos bem, digamos assim, o que é estranho, porque eu fui para Artes no secundário, eu quis ir para a vertente de Artes na universidade e só quando ela começou a ver os meus trabalhos, o meu diário gráfico, etc. é que ela disse Foste tu que fizeste isso? Nem sabia que desenhavas tão bem!. Mães. Pais. Enfim.

Como dizia a Carolayne, eu ia encontrar uma grande diferença no final do mês (obrigada pelo apoio!) e apesar de ter poucos desenhos, noto que avancei imenso, que pesquisei imenso, que me integrei imenso... e foi um desafio e tanto que eu vou querer muito manter por mais tempo. Isto é parte de mim e é aí que eu quero continuar a encontrar-me sempre, por isso contem com mais desenhos no próximo mês e veremos se evolui mais um pouco.

6 comentários

  1. Adoro o 3D do lago, muito giro :)

    ResponderEliminar
  2. YEAH!!! Que evolução do caraças!! Estás a ver como não te fez mal nenhum voltar ao desenho?? :D Estão fantásticos!! E essa abóbora seduziu-me, sabes? Adoro o efeito riscado nos desenhos. Dão assim um outro ar à coisa! :P
    Quero ver mais desse diário gráfico em breve! *-*
    Beijinhos!

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, acabou por correr bem e foi giro ver o meu entusiasmo ao tentar coisas novas :D
      Foste seduzida pela minha pumpkin? Hummm :P ainda bem.
      Vamos a ver como corre o próximo mês eheh

      Eliminar
  3. Adorei a penúltima. Se isso é estar enferrujada, então imagino o que será o teu auge.:p

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sinceramente tenho poucas recordações do que era o meu auge. Na universidade nunca tive tempo, a bem dizer, para praticar mais, por isso desde o secundário que não desenho a sério mesmo. Veremos como corre isto :D

      Eliminar
  4. Uau, que giro!
    Adorei a ideia!! Boa sorte :)
    Um beijinho,
    Sofia

    ResponderEliminar

© let's do nothing today por Vanessa Moreira.