31 outubro 2016

Cinema #1: últimos filmes vistos




ESQUADRÃO SUICIDA

Sinopse: Após a aparição do Superman, a agente Amanda Waller (Viola Davis) está convencida que o governo americano precisa ter sua própria equipe de metahumanos, para combater possíveis ameaças. Para tanto ela cria o projeto do Esquadrão Suicida, onde perigosos vilões encarcerados são obrigados a executar missões a mando do governo. Caso sejam bem-sucedidos, eles têm suas penas abreviadas em 10 anos. Caso contrário, simplesmente morrem. O grupo é autorizado pelo governo após o súbito ataque de Magia (Cara Delevingne), uma das "convocadas" por Amanda, que se volta contra ela. Desta forma, Pistoleiro (Will Smith), Arlequina (Margot Robbie), Capitão Bumerangue (Jai Courtney), Crocodilo (Adewale Akinnuoye-Agbaje), El Diablo (Jay Hernandez) e Amarra (Adam Beach) são convocados para a missão. Paralelamente, o Coringa (Jared Leto) aproveita a oportunidade para tentar resgatar o amor de sua vida: Arlequina.

A minha opinião: Fui ao cinema com um grupo de amigos e quem ficou de escolher o filme foram as raparigas. Escolhemos este por ser a história que era, mas também porque ia ter alguma piada. Apesar da história ser meio maluca e cheia de vilões que acabam por se tornar queridos para nós, há sempre alguém que faz asneira e depois têm que tratar do assunto, mas é só isso e algumas gargalhadas. Não fiquei impressionada, mas lá está, também não me desiludiu.


_

MECHANIC

Sinopse: Justamente quando Arthur Bishop (Jason Statham) julgava que os seus dias como assassino eram coisa do passado, é forçado a voltar ao ativo quando Gina (Jessica Alba), o amor da sua vida, é raptada pelo seu mais perigoso inimigo. Agora Arthur tem de viajar pelo globo para completar três impossíveis assassinatos, onde estão os nomes dos mais perigosos homens do mundo, e ainda fazer com que eles pareçam acidentes.

A minha opinião: É aquele tipo de filme que eu digo sempre à partida que não quero ver. Sei lá, é um estilo que não me chama tanto à primeira vista, não fico a morrer de amores por ver... mas acabo sempre ou quase sempre por gostar do filme. Digamos que acção a mais não condiz comigo. Bom, mas fomos ao cinema e o moço diz sempre que eu é que escolho os filmes, que ele só vê o que eu quero, então fiz-lhe a vontade e fomos ver este filme, com o sempre óptimo actor Jason Statham e foi brutal.
Disseram-me que havia um primeiro filme, nunca vi, mas este chamou-me logo à atenção no início e mesmo que exista o 1, ele conseguiu situar-me no tempo e deu para perceber que ele já foi um assassino antes e que não quer voltar a essa vida, embora tenha de o voltar a fazer por outros motivos.
Só não gostei de uma coisa, que era mais do que previsível: entre cada plano fantástico para matar alguém, ele tenta sempre fazer merda e isso apenas empata o filme, mais nada. Fora isso, foi um filme muito muito muito bom de se ver.


_

HORIZONTE PROFUNDO

Sinopse: A plataforma petrolífera Deepwater Horizon explodiu em Abril de 2010 e protagonizou o pior vazamento de petróleo na história dos EUA... A estrutura entrou em funcionamento em 2001 com o propósito de perfurar poços de petróleo no subsolo marinho e poder deslocar-se quando necessário - a extração propriamente dita era realizada por outra equipa. A Deepwater Horizon era propriedade da Transocean, mas estava arrendada à British Petroleum até setembro de 2013. Em setembro de 2009 perfurou o poço petroleiro mais profundo da história, mas a 20 de Abril de 2010, uma explosão provocou um incêndio impossível de conter e o seu subsequente afundamento dois dias depois... e um dos maiores desastres ecológicos de sempre, destruindo a vida e contaminando o habitat de centenas de espécies.

A minha opinião: Foi mais um filme ao calhas, numa ida ao cinema com o moço. Ele queria ver este, porque já sabia a história e tinha ouvido falar bem do filme e eu achei o cartaz giro. Sim, o cartaz. Não vi o trailer e lá fui eu, à descoberta.
Quando me apercebi que era um filme real, o meu interesse pelo filme mudou: passei de oh vamos ver um filme fixe e tal para oh a sério? deixa lá ver como é que isto foi. E fiquei coladinha ao filme o tempo todo, fiquei tão triste por ser uma história real e fiquei com muita raiva aos gajos da BP.
Fora isso, não sei se o filme é exagerado perante os verdadeiros acontecimentos, mas se realmente foi assim tão mau, aquele dia foi o inferno de muita gente e este filme é bastante bom a mostrar isso.


_

PETS

Sinopse: Na cidade, a vida dos animais de estimação começa quando os donos saem para o trabalho. Num apartamento de Manhattan vive o cão Max, um pequeno e expedito terrier, que sente a sua posição ameaçada com a chegada a casa de outro cão, o Duke. Mas a rivalidade inicial entre ambos será suplantada pela necessidade de cooperação quando descobrem que o terrível coelho Pompom, planeia reunir um exército de animais abandonados e orquestrar uma vingança contra os humanos.

A minha opinião: Acredito que os nossos animais de estimação tenham uma rotina diária lá deles, até porque às vezes dou com o meu cão a passear pelo quintal todo feliz da vida, como se estivesse na hora de investigar algo. Mas esta história é basicamente aquilo que costumamos ver quando trazemos um novo pet para casa: os que lá estão ou se mostram fortes e dominantes ou são dominados. Aqui os dois bichinhos tiveram que contar um com o outro e assim fizeram nascer os laços de amizade entre eles... apesar de um certo egoísmo.
O enredo da história está interessante, com aquele coelhinho maquiavélico, mas acho que a essência do filme se perdeu um pouco. Não sei, talvez seja impressão minha, mas a relação humano-pet não foi assim tão explorada como eu achava que ia ser e deram mais atenção ao facto de termos de partilhar mais as coisas ou assim. Enfim, foi super divertido, fartei-me de rir e isso já valeu a pena depois de um dia duro de trabalho.


_

A IDADE DO GELO: O BIG BANG

Sinopse:  A épica perseguição de Scrat pela bolota acaba por levá-lo até ao espaço, onde acidentalmente desencadeia uma série de eventos cósmicos que transformam e ameaçam o Mundo da Idade do Gelo. Para se salvarem, Sid, Manny, Diego, e o resto do grupo devem deixar a sua casa e embarcar numa missão cheia de comédia e aventura, viajando por novas terras exóticas e encontrando uma série de novas personagens coloridas.

A minha opinião: Que ricas barrigadas de rir, como sempre. Não estava a contar com este filme, este ano, mas foi uma agradável surpresa. A história do amor da família do Manny é maravilhosa, relata bem aquilo que os pais sentem quando os filhos estão prestes a sair de casa, prestes a casar e foi bom de ver, pelo menos numa forma soft tocaram no assunto e passam muito bem a mensagem. O raio do Esquilo, sempre a mesma coisa, assim como o Sid... enfim, foi de rir do início ao fim e eu adorei!


_

DOCTOR STRANGE

Sinopse: Da Marvel Studios chega-nos “Doutor Estranho”, a história do mundialmente famoso neurocirurgião Dr. Stephen Strange cuja vida muda para sempre depois de um horrível acidente de carro que lhe rouba o uso das mãos. Quando a medicina tradicional falha, é forçado a procurar pela cura e esperança num lugar improvável - um enclave misterioso conhecido como Kamar-Taj. Rapidamente descobre que este não é apenas um centro para a cura, mas também a linha da frente de uma batalha contra forças negras invisíveis determinadas a destruir a nossa realidade. Em pouco tempo, Strange - munido de poderes mágicos recém-adquiridos - tem de decidir se quer voltar à sua vida afortunada e com estatuto ou deixar tudo para trás para defender o mundo como o mais poderoso feiticeiro existente.

A minha opinião: Este filme estava na watchlist há muito tempo, desde que comecei a ver vários trailers no cinema sobre ele e até mesmo de comentários na net. É da Marvel, é maravilhoso e estive coladinha à tela a sessão inteira. Fui com o moço, claro, mas ele diz que sou sempre eu que escolho os filmes e escolhi bem, ele não tem que se queixar.
A história relata casos que podem acontecer a todo o momento no mundo: alguém que é muito bom em algo, perde a capacidade de o continuar a ser, torna-se egoísta e rejeita tudo o que lhe dizem de mal. Aqui ele teve que mudar o rumo da vida dele, abrir a sua mente e perceber que a ciência não explica tudo... até eu, aqui, na vida real, acho que a ciência não explica tudo.
É bom ver a evolução dele, como mágico ou feiticeiro ou como lhe queiram chamar, e é bom ver aquela luta entre o bem e o mal. A sério, foi um filme maravilhoso que me deixou super entusiasmada para ver o que aí vem quanto a este Stephen Strange no futuro do cinema.



5 comentários :

  1. Gostei muito dos pets, que foi o unico que vi da tua lista!
    Mas sim concordo contigo, esperava melhor, mas que dá vontade de rir, imenso!

    Beijinhos, bom feriado!
    http://gestoolharesorriso.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  2. Gosto tanto dos filmes da Idade do Gelo :D

    ResponderEliminar
  3. Por ter sido assassinado pelos críticos, já estava a contar que o "Suicide Squad" fosse mau mas, ainda assim, fiquei desiludido. O mesmo sentimento aplica-se ao "Secret Life of Pets". Visto que as únicas partes cómicas estavam no trailer, nem era preciso ver o filme. Quero ver o "Dr. Strange" e com base na tua review, só espero não me desiludir haha.

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já fui mais ~papa-filmes~ do que hoje em dia, mas já andava a mastigar o trailer de "Dr. Strange" há algum tempo e não me desiludiu, embora tenha algum excesso de efeitos, mas é magia, não podia pedir outra coisa :D

      Eliminar

UP!