15 junho 2016

QUINTA DA REGALEIRA


Das coisas boas que Maio me trouxe, nenhuma se compara a esta. Eu adoro viajar, conhecer sítios novos e há muito tempo que Sintra era um dos destinos que queríamos muito conhecer. Aproveitando um fim-de-semana completo em que eu e o G íamos visitar familiares para os lados da capital, marcamos com um casal amigo e lá fomos nós, de ténis nos pés e águas nas mãos.


Eu já tinha visitado Sintra, mas uma visita de estudo do ensino básico não nos permite dar importância às coisas boas que esta vila nos pode oferecer, ou qualquer uma outra, mesmo assim nunca tinha conhecido a Quinta da Regaleira. É incrível pensar que esta beldade, mesmo junto à vila, foi construída entre os anos de 1904 e 1910, principalmente quando os edifícios foram todos arquitectados por Manini! Basicamente tive um ~throwback~ às minhas aulas de História de Arte e, para quem já deixou a universidade há 1 ano e meio, realmente soube mesmo bem.

O Palácio é tão giro que até nos imaginamos naquele tempo, a usar roupas requintadas e volumosas, a passearmos pelas diversas salas e até a olharmos pela pequenina janela no sótão. E a capela? Outra delicia de espaço, pequenino, mas com uma beleza imensa.

Quinta da Regaleira

Espalhados pelo imenso jardim da Quinta da Regaleira há monumentos, como torres, entradas majestosas, grutas, estátuas importantes... imensos símbolos que nos deixam a babar.

Quinta da Regaleira
Quinta da Regaleira

A Entrada dos Guardiães é absolutamente linda! Se soubessem a quantidade de tempo que eu fiquei parada a observá-la, fartavam-se de rir.
Mas a entrada mais ~wow~ de todas é mesmo a do Poço Iniciático, onde descemos e começamos a investigar as grutas, descobrindo novas saídas e novos pontos de interesse da Quinta.

Poço iniciático
Poço iniciático
Poço iniciático

Dentro das grutas deixei-me de fotos, porque a água pingava de qualquer lado, haviam poças de água e eu não queria arriscar molhar a minha menina. Além disso, tentei ao máximo evitar fotografar outras pessoas, mas foi uma tarefa muito complicada, porque Sintra é uma vila com muito movimento, com muita gente e tudo o que é monumentos está cheio o tempo todo.

//

Nesta viagem não me fiquei por aqui, ainda resolvi fazer uma longa caminhada e conhecer o magnífico Palácio da Pena. Aliás, o que seria de uma viagem a Sintra sem uma visita ao Palácio mais romântico de Portugal?

Sem comentários :

Enviar um comentário

UP!