22 fevereiro 2016

NEVE N.04: A SERRA E A NEVE

Serra da Estrela 2016

O tempo mudou e ao acordar percebemos isso. O céu estava bem mais carregado em altitude, haviam nuvens baixas, mas não como antes e, claro, também já tínhamos visto num site os dados da Torre: havia neve fresquinha à nossa espera e lá veio a esperança de a estância abrir nesse dia.


Se há coisas que aprendemos na Serra da Estrela é que o tempo lá em cima muda muito depressa. A 1500m podemos estar com boa visibilidade, como a 1900m começamos a ter nevoeiro, chuva/neve, muito vento e muito frio. Geralmente as temperaturas entre as Penhas da Saúde e a Torre variam em poucos graus, mas significativos. Neste dia saímos das Penhas de manhã com 3ºC e pouco, chegámos à Torre e estava -1,5ºC. Tolerável, não fossem as condições que encontrámos.

Serra da Estrela 2016

Era este o aspecto da Torre à chegada: cruzámo-nos com um limpa-neves em vigia no cruzamento Torre-Sabugueiro, encontrámos 4 limpa-neves em trabalhos na Torre, porque nevou e bem, assim como também já lá haviam muitas pessoas. Porém, as condições eram péssimas! A visibilidade era praticamente nula (avistávamos um carro a menos de 100m de nós), estava muito vento, muito frio... mas mesmo assim ainda brincámos um pouco e atirámos bolas de neve um ao outro.

É nestas alturas que eu me apetece pegar naquelas pessoas que falam mal da Serra, dos acessos cortados, de não haverem limpa-neves, etc., e enfiá-las em pelota na Torre, com as condições que já apanhámos no primeiro ano (passou o limpa-neves, veio um bruto nevão e encheu tudo logo) e com as que apanhámos desta vez (muito vento, muito frio, muitos turistas a empatar os trabalhadores). Aí iam ver que tudo quanto dizem é só merda, porque não vão lá quando as coisas estão assim, más. Até houve uma noite em que cortaram as estradas a partir de Piornos, porque não havia visibilidade, havia muito vento e nevava de vez em quando lá em cima, mesmo assim as pessoas reclamam. Reclamam porque não querem compreender que até como protecção para elas a estrada precisa ser cortada.

Bom, para nossa desilusão (mais dele que minha), a estância estava fechada: não se via nada, estava vento demais e o que nevou não foi suficiente para tapar as pedras, por isso as pistas não abriram. Nisto, decidimos e ver o outro lado da Serra e seguimos em direcção ao Sabugueiro.
A partir da Lagoa Comprida, o cenário era magnifico: nós, acima das nuvens e as casinhas lá em baixo, a apanhar raios de sol perdidos.

Serra da Estrela 2016

Pouco depois de passarmos o Sabugueiro e de seguirmos em direcção ao Vale Rossim, encontrámos um pastor, no meio da estrada que nos mandou parar para tirar umas fotografias às cabrinhas dele. Eu não me importei, nem o moço, então encostámos, ele conversava com o senhor (que lhe contou 1001 histórias da Serra) e eu tirei fotos ao que pude, até me fartar (imaginam o tempo que foi para eu já não encontrar com o que me entreter?).

Serra da Estrela 2016

Chama-se Toino Mouco (em linguagem corrente) e pelo que nos contaram é um conhecido pastor, que toda a vida teve aquela profissão, que segundo ele há mais de 60 anos que percorre a Serra. Conversa puxa conversa, o moço aproveitou para tirar dúvidas da Serra (ficámos a saber que o Sabugueiro, antigamente, chegava a ter 4m de neve acumulada... imaginam o que isso seria na Torre? Meu deus!) e ele aproveitou (como eu já calculava) para chular qualquer coisa: então, não tem uma moedinha? (e o moço deu-lhe, na boa), então e um cigarrinho? (e o moço desculpou-se, pois nenhum de nós fuma).
Pelo que nos contaram, toda a vida este senhor fez isto: guarda nas suas cabrinhas, mete-se com os turistas e em troca pede uma moedinha ou um cigarro. Nada demais, digo eu, pois através dos moradores desta Serra temos aprendido imenso sobre as condições do tempo, sobre as terrinhas, sobre os segredos escondidos, tudo. E é bastante enriquecedor ver estas pessoas cheias de vida a contarem-nos as coisas que sabem.

Serra da Estrela 2016

//

Hoje regresso à Serra, para mais 3 dias, na esperança de poder usar o voucher com que ficámos da estância de ski. Como é óbvio, vou trazer mais novidades para vocês, pois a Serra está cheia de neve agora.

Para ver mais posts sobre a viagem:

Sem comentários :

Enviar um comentário

UP!